Motivação para a hora do vestibular: o principal desafio da escola no Ensino Médio

O ano do vestibular é o período em que o jovem começa a encarar a vida adulta e suas responsabilidades, com importantes escolhas sobre seu futuro. Também é a fase em que ele se vê diante de muitas descobertas e do vislumbre da liberdade. O terceiro ano do Ensino Médio se transforma, então, em um grande desafio não só para alunos e pais, mas também para as escolas.
Além de educar e orientar, as instituições precisam encontrar espaço para motivar os alunos e fazer com que o vestibular seja considerado mais do que uma prova, mas também uma passagem para uma nova fase da vida. Essa preparação é crucial para o bem-estar do estudante, para que ele tenha segurança e foco durante todo o ano de estudo.

Os desafios da juventude

Os desafios são vários. Há pressão da família e do grupo que ultrapassam a questão educacional. Novos temas passam a fazer parte do dia a dia do jovem, como ‘ser aceito pelos colegas’, ‘arrumar  uma(o) namorada(o)’ e ‘fazer parte do grupo’. Há novos conflitos que envolvem uma espécie de autoafirmação e boa parte disso acontece no ambiente escolar, que é onde ele passa a maior parte do seu tempo.
Nessa idade, os jovens estão muito vulneráveis e, na maioria das vezes, não têm maturidade suficiente para distinguir as boas escolhas das más escolhas. Eles estão expostos a riscos que envolvem drogas, consumismo, sexualidade, transtornos alimentares, radicalidade, depressão, bullying e diversos temas que aumentam a cobrança da família, do grupo e da sociedade sob suas vidas. É nessa fase que os jovens começam a tentar encontrar seu lugar na sociedade. A aceitação social é tão importante para eles quanto conseguir vaga em uma boa universidade e esse anseio, por muitas vezes, compete pelo mesmo espaço que a preparação para o vestibular.

Motivar é passo importante para o ensino

A motivação é item decisivo para que os alunos se envolvam e se interessem pelo conteúdo. Pesquisas apontam que os estudantes motivados têm mais chances de se darem bem em momentos decisivos e em diversos níveis de ensino. Estar motivado é possuir uma vontade que o leva a agir. Mas essa vontade não é tão simples, ela envolve fatores como emoção, desejos, lógica e esforço.
O objetivo da escola nessa etapa da vida do aluno é transferir o senso de urgência e importância que o vestibular e a escolha da carreira devem representar em sua vida. Além disso, é importante mostrar ao aluno que ele pode ingressar na carreira de seus sonhos, basta dedicar-se para chegar lá. Esse esforço faz com que haja mais envolvimento e menos pressão nessa fase.
Se o jovem adquire confiança, compreende a relevância dessas escolhas para seu futuro e a importância de se preparar para o exame, ele é contagiado pela vontade de agir e ir atrás do seu objetivo: ingressar em no curso e na universidade de seus sonhos.

Para motivar, é preciso fazer parte

O esforço da escola em transmitir a confiança e a clareza da importância da dedicação do aluno nesse momento de sua vida produz frutos muito gratificantes. Para contagiar os alunos com essa motivação, é importante que a escola faça parte do universo deles. Entender o dia a dia do jovem de hoje, seus gostos, seus dilemas e seus desejos faz com que os educadores consigam fazer parte da vida do jovem de forma ativa.
Tratar de temas que fazem parte do cotidiano do aluno em meio às matérias tradicionais é uma boa estratégia. Discussões abertas sobre questões como Tecnologia e Redes Sociais aproximam a escola da vida do estudante e mostram a ele diferentes visões sobre sua realidade. Professores e orientadores tem como desafio entender a realidade desse jovem para propor atividades que os envolvam e relacionem a vida escolar e a vida pessoal.

Que profissão escolher?

A dúvida na hora da escolha da profissão é outro fator que pode desmotivar os alunos na preparação para o ENEM e o vestibular. Essa incerteza é recorrente na vida de quase todos os jovens do final do Ensino Médio. A maioria acredita que deve escolher um curso diretamente relacionado às matérias com as quais tem mais facilidade na escola. A família, por outro lado, costuma recomendar carreiras que já foram seguidas por eles. Essa escolha é individual e deve envolver uma pesquisa aprofundada sobre o direcionamento dos cursos, das carreiras e das universidades. Apesar de essa descoberta ser de responsabilidade do aluno, a comunidade escolar possui uma grande importância nesse momento, ajudando-o na busca de informações e oferecendo orientação.
Outro desafio dessa etapa se deve ao surgimento de novas carreiras. Com a evolução da tecnologia, novos cursos, profissões e carreiras passam a ser muito requisitados e a maioria dos estudantes do Ensino Médio tem poucas informações sobre eles. A dificuldade da escolha da profissão é um dos fatores que levam muitos jovens a adiarem essa decisão e deixem o vestibular e a faculdade para depois.
É importante que a escola proporcione aos seus alunos momentos de aprendizagem sobre as profissões. Eventos com seminários e palestras de profissionais de diferentes mercados são uma boa oportunidade de informar os estudantes sobre o dia a dia das profissões. Ações como essa auxiliam os alunos em suas pesquisas e permitem que eles formem opiniões mais sólidas e fundamentadas sobre suas escolhas.
E na sua escola? Quais são os principais sinais de desmotivação dos alunos do Ensino Médio? E que ações você pratica para engaja-los? Deixe suas dicas!
Quer receber mais artigos do MISSU para Escolas? Assine nossa newsletter.

O Impacto da Língua Estrangeira no ENEM - MISSU

O Perfil do Aluno Brasileiro no ENEM - MISSU

Comentários

comentários